Ilha de Marajó (PA): conheça a arte marajora e os principais atrativos

Alguns dos cenários naturais mais bonitos da região Norte estão aqui! – Maria José Pereira Porto, CCA Share Alike 4.0, Wikimedia Commons.

No dia 28 de maio comemora-se o Dia do Ceramista. Trata-se de uma forma singela de homenagear esses artistas inventivos que criam belíssimas peças de cerâmica. Nessa data, consideramos importante lembrar sobre a arte marajoara, o conjunto de objetos produzidos por tribos indígenas da Ilha de Marajó, no Pará, há mais de 1000 anos. Hoje, muitos moradores da ilha produzem réplicas para vender para os visitantes, o que mantém viva a cultura local e também alimenta a economia da região.

Topa fazer uma viagem incrível para o Norte do Brasil? Nessa postagem, vamos elencar informações sobre a arte marajoara e ainda apresentar recomendações sobre o que fazer na Ilha de Marajó, curiosidades, quando ir e como chegar à ilha paraense dividida em 15 municípios. Sem dúvidas, é uma sábia decisão viajar para esse paradisíaco recanto com belas praias, coqueiros por todas partes e uma atmosfera bucólica convidativa.

É o típico destino para quem ama a natureza intocada e quer escapar do barulho e movimento para descansar, escutando o som dos pássaros e tomando banho de rio. Sendo assim, leia até o fim e anote todas as dicas, pois você vai ter a chance de conhecer um lugar culturalmente rico e cheio de belezas naturais.

O que é a arte marajoara de cerâmica ?

Produzida por índios que habitavam a Ilha de Marajó entre os anos 400 e 1400, a arte marajoara é um gênero artesanal que usa cerâmica na produção de vasos, urnas funerárias, bonecos e estátuas.

De acordo com estudos sobre a cultura marajoara, os antigos moradores da ilha paraense, além da habilidade no ramo da agricultura, mesmo em tempos remotos, já erguiam suas casas com engenhosidade, afinal, as edificações estavam seguras contra inundações, tão comuns em tempos de cheia dos rios.

Talentosos, os povos da Ilha de Marajó se caracterizavam pela inventividade, inteligência e profundo conhecimento da natureza e manuseio de objetos.

Parte da grandiosidade artística e cultural da Ilha de Marajó está apresentada nesses vasos de cerâmica. – Roberto de Vasconcelos Meira, CCA 3.0, Wikimedia Commons.

Aliás, o alto saber na época apresentava-se com a aplicação de sofisticadas técnicas na criação dos itens de cerâmica. Isso porque para criar as cores, que embelezavam as peças com sofisticação, os índios extraíam substâncias de exemplares da natureza, como o carvão, urucum, jenipapo, entre outros.

Apesar do requinte e da relevância artística que atravessou gerações, os primeiros artefatos de cerâmica da Ilha de Marajó foram encontrados apenas no século XIX. A partir da segunda metade do século XX, a arte marajoara começou a ser vista com a grandeza que sempre teve, e, como consequência, os objetos ganharam valor comercial e reverências no Brasil e no mundo.

O que fazer na Ilha de Marajó

Opa! Chegou a hora de montar um roteiro incrível nesse trecho do Brasil com praias de água doce e salgada e um repertório paisagístico de encher os olhos. Quer saber onde ir na Ilha de Marajó e começar a sonhar com o passeio hoje mesmo? Vamos lá!

Certamente após entender um pouco sobre a história, você quer ver de perto e até tocar as obras de artes cerâmicas marajoaras, certo? Pois bem, dessa forma é justo indicar como o primeiro ponto turístico da Ilha de Marajó, o Ateliê Arte Mangue Marajó, espaço onde são expostos e colocados à venda, centenas de produto de cerâmica.

Lá, além de comprar presentes para os seus parentes e amigos e até peças para decorar a sua residência, você vai ter o privilégio de acompanhar a fabricação dessa encantadora representação artística brasileira.

A natureza é a protagonista! Aproveite os dias ensolarados. – Celso Roberto de Abreu Silva, CCA 2.0, Wikimedia Commons.

O ateliê fica localizado no Soure, o principal município da Ilha de Marajó é onde estão as melhores pousadas do destino. Reverenciado como a Pérola do Marajó, ou Capital do Marajó, o local é agraciado com um clima simples e muito pacato. Por isso, é prudente acordar cedinho e caminhar entre as construções modestas e a vegetação ou passear na orla que fica ao longo do encontro da Baía do Marajó, com o Rio Paracaruari e o Oceano Atlântico.

Não deixe de passar parte do dia na admirável Praia do Pesqueiro. Acessada de mototáxi ou bicicleta da centrinho de Soure, essa praia de água salgada da Ilha de Marajó impressiona com a ampla faixa de areia e conta com quiosques, onde cada visitante pode saborear um delicioso peixe.

A Praia do Jubim, Praia da Barra Velha e a Praia de Joanes, que ainda conserva ruínas do período colonial e fica localizada na cidade Salvaterra, são outros destinos que merecem uma visita.

A ilha é famosa por ter búfalos enormes

A Ilha de Marajó tem a maior concentração de búfalos do Brasil, são cerca de 700 mil no local. Segundo relatos, na década de 1930 os animais foram importados da Índia e de lá para cá a população cresceu até chegar a essa quantidade, digamos, expressiva.

Os búfalos estão por todas as partes da Ilha de Marajó – fogosolar, CCA Share Alike 4.0, Wikimedia Commons.

Importante para a economia da ilha, com o fornecimento de leite e a produção de delicioso queijo de búfala (iguaria típica da região), os animais são um dos principais atrativos turísticos. Por isso, é uma boa programar uma visita às fazendas de búfalo e observá-los durante as suas andanças pelas praias, pelo centrinho de Soure e outras regiões. Mas cuidado, ainda que afirmem que os bichos são mansos, mantenha certa distância e atenção redobrada se levar crianças na viagem, tá?

Para mais momentos especiais na Ilha de Marajó, programe passeios e barco e contemple a biodiversidade por perspectivas únicas. Da mesma forma, conheça a gastronomia local e tire MUITAS fotos. Sem dúvidas você vai guardar na memória por muito tempo o contato com mostras preservadas da natureza e o aprendizado da valiosa cultura marajoara.

7 Informações e curiosidades sobre a ilha do Pará

Guarde mais esses fatos sobre a Ilha de Marajó e, antes de comprar as passagens rumo ao destino, entenda como esse maravilhoso pedacinho do Pará tem imensa importância histórica e turística.

  1. A Ilha de Marajó é a maior ilha fluviomarítima do mundo. Banhada pelo Oceano Atlântico e fluviais dos rios Amazonas, Tocantins e Pará, a ilha tem cerca de 40.100 km²
  2. Na verdade, Marajó é um arquipélago com 2500 ilhas, mas a principal delas é a Ilha de Marajó.
  3. Sabe os búfalos que comentamos acima? Então, os animais são usados como táxi na ilha. Aceita uma corrida?
  4. Registros históricos pontuam, que o nome Marajó tem origem no termo “Mibaraió”, significa “anteparo do mar” no idioma Tupi.
  5. Os primeiros portugueses chegaram à Ilha de Marajó nas primeiras décadas do século XVI.
  6. Em razão do fácil acesso à floresta amazônica, a região também teve presença de países como Inglaterra, Holanda e França no processo de exploração colonial.
  7. É possível encontrar igarapés, florestas, savanas, manguezais, dunas, praias desérticas e fauna diversificada na ilha.

Quando ir à Ilha de Marajó

Evite programar a viagem no período das chuvas. – phogel, CCA 2.0, Wikimedia Commons.

A melhor época para ir à Ilha de Marajó é entre julho e dezembro, os tempos de seca na região. Nesse período não chove muito e o calor não é intenso, fatores que favorecem os passeios e banhos nas praias. De todo modo, os meses de junho e janeiro também oferecem condições climáticas interessantes.

Como chegar à Ilha de Marajó

A maneira mais simples de chegar à Ilha de Marajó é saindo de Belém por catamarã (2 horas de viagem) ou de balsa (3h30 de viagem). Ambas as embarcações partem do Terminal Hidroviário da capital paraense e chegam à cidade de Salvaterra, que fica a 7 km de Soure.

Que tal viajar para a Ilha de Marajó e comprar vasos de cerâmica semelhantes àqueles que índios criavam antes mesmo da chegada dos portugueses? O que acha de tomar banho nas praias, caminhar pela imensidão natural sem pressa e ainda observar búfalos enormes? É fácil! Busque pela passagem de ônibus para Belém no BuscaÔnibus e de lá siga para esse paraíso.

Estamos ao seu lado nos melhores passeios!